Play automático
Off On

Entrevista

Nelson Robles

Foto de Nelson Robles

Neste mês, nosso entrevistado é o Nelson Robles. Geólogo, possui MBA em Gerenciamento de Projetos e Mestrado em Hidrogeologia.

Há quase duas décadas atua no mercado de gerenciamento de áreas contaminadas. Atualmente, trabalha como Gerente de Projetos em nosso time de Investigação e Remediação Ambiental.

Question:

Os estudos hidrogeológicos possuem uma importância cada vez mais relevante na solução de problemas ambientais. Na sua opinião, de que forma a Tetra Tech se diferencia nesse mercado?

De fato, os estudos hidrogeológicos são cada vez mais relevantes e apresentam um forte vínculo na resolução das questões ambientais, sejam elas, no âmbito técnico, desde a compreensão da dinâmica de aquíferos a simulações de cenários voltados à remediação ambiental, assim como no âmbito gerencial, auxiliando na definição de estratégias para o melhor aproveitamento e preservação dos recursos hídricos.

Vejo que Tetra Tech se diferencia pela ampla gama de especialistas presentes não só no Brasil, mas em diversos países, e que possuem um canal aberto e colaborativo de comunicação, contribuindo assim, a partir dos mais diversos desafios, para a resolução de problemas complexos de maneira eficiente e objetiva.

Question:

Nesses quase 20 anos de trabalho qual foi o projeto mais icônico que você participou e porque você o considera assim?

Acho que o projeto mais desafiador que eu participei foi a gestão de um estudo hidrogeológico voltado a implantação de um empreendimento mineral em uma região no interior da Bahia. O objetivo deste estudo foi a coleta e tratamento de dados para verificar a disponibilidade hídrica da região e a viabilidade de implantação de uma bacia de rejeitos de forma que esta não apresentasse potencial de impacto aos recursos hídricos da região e consequentemente à população local. Foi um trabalho que envolveu vários profissionais de diferentes áreas de atuação e especialidades, órgão ambiental, universidades e a população local. Foram vários os desafios, desde logísticos a operacionais, além do trabalho de comunicação de forma a atender as expectativas de todas as partes envolvidas. Foi especialmente desafiador pelo contexto do projeto e a responsabilidade atrelada a todo esse processo.

Question:

Os parques industriais são um dos principais causadores de contaminação ambiental. De que forma a Tetra Tech Lidera com Ciência nas soluções técnicas e tecnológicas ofertadas aos nossos clientes desse mercado?

A Tetra Tech possui um corpo técnico especializado e capacitado, distribuído entre as mais diversas áreas de atuação.

Considero isso um diferencial aos nossos clientes que buscam soluções eficazes para os mais diversos problemas, mas que também sejam economicamente viáveis.
O constante investimento em treinamentos, cursos, especializações, aliados à experiência adquirida a partir dos mais diversos projetos fazem com toda a equipe evolua de forma a atender essa demanda do mercado.

Outro aspecto importante que eu considero, é que contaminação ambiental deve ser observada em um sentido mais amplo, e não somente com foco da investigação e remediação. Seu impacto pode envolver questões socioeconômicas, comunicação direta com a sociedade afetada pelos passivos ambientais, elaboração de planos de recuperação para as áreas impactadas, entre outros desafios. A multidisciplinaridade presente na Tetra Tech permite atuar em todas essas frentes de maneira a buscar a solução mais adequada para os mais variados problemas.

Question:

Você é um profissional que reúne as competências técnicas e a formação gerencial. Como isso contribui nos projetos gerenciados por você?

Acredito que a maioria das áreas técnicas, em algum momento, impõem esse desafio de lidar com o lado relacionado a gestão. Ao longo da minha carreira fui migrando para gestão de projetos, mas sempre buscando acompanhar, na medida do possível, o desenvolvimento e surgimento de novas tecnologias e novas técnicas, que possam contribuir para o sucesso dos projetos. De toda forma, eu considero essas duas formações complementares na área em que atuo.

Na minha percepção, a minha formação gerencial contribui na procura de novas soluções e estratégias com foco nos resultados. Contribuem também na comunicação e apoio as equipes, pois sempre tento apoiar cada um a desenvolver seu melhor dentro do contexto de cada projeto, com base no seu potencial e suas características técnicas, pois afinal, os projetos são feitos por equipes que trabalham juntas em busca do melhor resultado.

Question:

Seu mestrado em Gestão de Águas Subterrâneas foi realizado em uma universidade europeia. Na sua opinião, de que forma essa formação é um ativo para os projetos que você gerencia?

Acredito que a experiência que eu tive, contribui para que eu sempre tente observar os problemas por diferentes aspectos e nunca adote a primeira solução aparente, como a definitiva.

A Alemanha, local onde estudei, possui algumas abordagens interessantes em relação às questões ambientais, talvez até pela dimensão dos passivos ambientais existentes, com foco no gerenciamento e controle das áreas contaminadas e a busca na adoção de medidas sustentáveis para solução de problemas, bem como a realocação de recursos em forma de compensação a fim de trazer mais benefícios à sociedade do que os danos que foram causados. O contato com estudantes e profissionais de outras nacionalidades também contribuíram para que eu pudesse compreender diferentes pontos de vista e abordagens na resolução de problemas similares ao que temos no Brasil.

Scroll to Top