Play automático
Off On

Entrevista

Hernán Carvajal

Foto de Hernán Carvajal

Hernán Carvajal é o nosso entrevistado do mês de abril. Com experiência em engenharia geológica, atua em geotecnia de projetos de infraestrutura e mineração por meio do planejamento, da supervisão e da aprovação de estudos geotécnicos.

Hernán também é professor universitário em nível de graduação e pós-graduação, lecionando aulas nas disciplinas de mecânica de solos e rochas, análise de risco em geotecnia, projeto geotécnico, geologia aplicada e instrumentação geotécnica. Além de sua experiência prática e acadêmica no Brasil, Carvajal também já atuou na Colômbia, seu país de origem.

Question:

Quais são os diferenciais da Tetra Tech nos projetos de análise de risco no setor de infraestrutura?

O potencial da Tetra Tech nesse setor é inquestionável. Os modelos de análise (numéricos e analíticos) já se encontram disponíveis na literatura científica, especialmente nas etapas de avaliação das ameaças (Hazard Assessment) geotécnicas ou geológicas, envolvendo diferentes tipos de deflagradores (triggers), como chuvas extremas, sismos e vibrações de outra natureza.

Por outro lado, a avaliação da vulnerabilidade estrutural e social, embora não tenha sido tão amplamente estudada como as ameaças, já podem ser abordadas de forma quantitativa com ferramentas que permitem não só a sua espacialização, mas também a atualização ao longo do tempo, em consonância com as mudanças sociais e interesses dos stakeholders.

Todo esse cenário precisa ser acoplado em sistemas computacionais que permitam a coleta de dados, processamento, análise, cálculo de modelos, pós-processamento e visualização (tabelas dinâmicas, mapas, relatórios) para facilitar a tomada de decisões sobre gerenciamento dos riscos.

Nesse sentido, a Tetra Tech possui todos os elementos necessários (tecnologia, conhecimento e capital humano) para desenvolver sistemas e ferramentas robustas para a análise dos riscos no setor de infraestrutura (rodoviária, ferroviária, energia e gestão territorial).

Question:

De que maneira o monitoramento e a instrumentação geotécnica podem mitigar os riscos dos deslizamentos de encostas e taludes provocados pelas chuvas? E de que forma a expertise do time da Tetra Tech se diferencia dos concorrentes nessa área?

O monitoramento das encostas e taludes é apenas uma forma de mitigação dos riscos dentre um conjunto de opções disponíveis. O objetivo do monitoramento está enquadrado nas respostas que devem ser dadas às seguintes perguntas: qual variável será monitorada? Qual o objetivo do monitoramento e qual a sua frequência? Qual é o critério de controle do monitoramento e quais são as ações para cada nível de alerta dado?

As respostas corretas demandam um nível elevado de conhecimento técnico que é precisamente um dos principais diferenciais da Tetra Tech, pois temos a capacidade operativa para instalar e operar uma rede de instrumentos diversos, mas também oferecer as respostas às perguntas já formuladas.

Question:

Os gerenciamentos de riscos geotécnicos e geológicos em corredores de transporte e infraestrutura estratégica (linhas de transmissão de energia, dutos, canais e comunicação) é um tema novo no mercado brasileiro. De que forma nossa equipe de especialistas pode Liderar com Ciência nesses projetos?

No contexto da geologia e geotecnia, por muitos anos, o risco foi entendido como a probabilidade de ocorrência de um evento crítico ser mais relevante do que suas consequências. Recentemente, e com o advento de regulamentações e normativas de caráter internacional, o conceito de risco (ameaça e vulnerabilidade) foi universalmente entendido e incorporado em todos os tipos de projetos (mineração, infraestrutura, energia e transporte), porém a sua representação gráfica (mapas) continua sendo muito difícil. Nesse sentido, um dos maiores desafios técnicos é o desenvolvimento de ferramentas de análise da ameaça geotécnica ao longo de corredores de transporte, pois a análise matricial convencional e o método do talude infinito não atendem às necessidades desse tipo de infraestrutura. Neste caso, é necessário o uso de outras modalidades de análise a partir de seções sistemáticas para gerar mapas geotécnicos úteis para o gerenciamento da estrutura. Nesse sentido, a Tetra Tech possui a capacidade científica e técnica necessária para incorporar os últimos avanços produzidos pela comunidade internacional no desenvolvimento de sistemas e ferramentas de gerenciamento do risco geotécnico.

Question:

Como os sistemas de monitoramento das estruturas geotécnicas podem auxiliar na segurança das operações rodoviárias?

Quando uma rodovia conta com um sistema de gerenciamento do de risco geotécnico, é possível definir trechos nos quais se faz necessário a instalação de sistemas de monitoramento permanente das variáveis do terreno (umidade, piezometria, inclinômetros, marcos superficiais, prismas) e ambientais (chuva, por exemplo).

Nesse caso, o monitoramento é entendido como um sistema de alerta que permite a gestão da operação no intuito de evitar fatalidades. Para isso, é necessário estabelecer critérios de alerta e ações específicas para cada nível de monitoramento dos instrumentos. Na Tetra Tech, contamos com a capacidade técnica para gerar protocolos objetivos de monitoramento atrelando as informações da instrumentação, a condição de operação da infraestrutura e os critérios de tolerabilidade/aceitabilidade do risco da infraestrutura.

Question:

Atualmente, você passa por um novo desafio em sua carreira profissional na transição entre Colômbia e Brasil. Como você concilia esse momento com sua vida pessoal e família? E quais são suas expectativas em sua volta ao Brasil?

No momento, me encontro em uma etapa de transição que traz os seus próprios problemas. Embora eu já conheça o Brasil, a língua e a cultura, uma mudança como a que estou vivenciando só pode ser superada e bem-sucedida com a certeza de contar com uma família unida e amorosa. Espero e desejo profundamente que a minha esposa e filhos possam ter uma transição tranquila e que rapidamente se entrosem na maravilhosa cultura que Belo Horizonte e o Brasil oferecem.

Scroll to Top